Criar um site






De regresso ao Blogger


O Jimdo mudou e, como não estou a gostar das mudanças e principalmente, das atualizações deste site... vou regressar ao Blogger. 


Poderão acompanhar, na seguinte ligação: http://ascronicasdeumajovembenfiquista.blogspot.pt/


As crónicas, as análises, as antevisões, as notícias, os mercados e as minhas opiniões continuarão a ser as mesmas... mas num sítio diferente e de onde eu nunca deveria de ter saído!


Aguardo-vos lá. Um beijinho, Ana Cristina Soares.

0 Comments

Campeonato Nacional, 34.ª jornada


SL Benfica 4 - 1 Marítimo

Na última jornada do Campeonato Nacional, o Benfica recebeu a equipa do Marítimo

"para a festa" do Bicampeonato Nacional conquistado, passado 31 anos.



O que foi a partida


Com três convocados que ainda não tinham ido a jogo esta época, no que diz respeito ao Campeonato Nacional - Sílvio, Mukhtar e Paulo Lopes -, Jorge Jesus não facilitou e lançou para jogo, o habitual onze do Benfica (atrevo-me a dizer, o mais forte):

Júlio César na baliza; Maxi Pereira, Luisão, Jardel e Eliseu na defensiva; Pizzi e Samaris no meio-campo; Salvio e Gaitán nas alas; Jonas e Lima na frente.

Antes do pontapé de saída, Jonas recebeu o troféu de melhor jogador na Liga do mês de Abril!


Aos seis minutos, o Benfica adiantou-se no marcador por intermédio de Lima - após lançamento lateral cobrado por Eliseu e com muita confusão na área maritimista, o camisola 11 do Benfica aproveitou para fazer o primeiro da sua equipa no encontro.

Para lá dos 30 minutos de jogo - mais precisamente aos 32 -, a equipa de Ivo Vieira restabelece a igualdade no marcador por Marega: foi um golo... engraçado, apesar de não ter graça nenhuma. A bola passou por baixo das pernas de Júlio César.


Aos 37', um dos momentos caricatos do jogo: Danilo Pereira caiu em cima de Jorge Jesus! O técnico do Benfica foi "à relva" e deu uma cambalhota... mas levantou-se logo de seguida e cumprimentou o jogador do Marítimo! É daqueles momentos para recordar, sem dúvida.


Antes de o árbitro apitar pela última vez na primeira parte do encontro, Jonas desfez a igualdade do marcador e voltou a colocar os encarnados mais uma vez, na frente - o brasileiro aproveitou um passe picado de Salvio para atirar para o fundo das redes adversárias.



Para a segunda parte, Jorge Jesus optou por substituir o "apagado" Pizzi para fazer entrar Talisca.

E nessa mesma segunda parte, ainda se assistiu a mais dois golos... para o lado dos encarnados: o primeiro de Lima aos 59 minutos, depois de um chapéu de Maxi Pereira a Wellington (onde Lima apenas teve que finalizar o lance de cabeça) e o segundo de Jonas a sete minutos dos 90 (após passe do recém-entrado, Sílvio).

A má notícia, foi a lesão de Salvio aos 75 minutos - ao rodopiar, o extremo argentino ficou agarrado ao joelho esquerdo. Abandonou o encontro de maca.



O que foi a festa encarnada


Quando o árbitro apitou pela última vez na partida, começou a montar-se o palco para receber os jogadores encarnados que se sagraram campeões nacionais pelo Benfica! Paulo Lopes, infelizmente, não subiu a esse mesmo palco... infelizmente!

Enquanto o palco era montado, a festa continuou entre os jogadores (no balneário) e entre os adeptos (nas bancadas). Os filhos do adepto que foi agredido por um polícia em Guimarães, entraram no relvado do Estádio da Luz com o Presidente, Luís Filipe Vieira, e foram eles que entregaram o troféu de Campeões Nacionais a Luisão, para este o erguer bem alto... aos céus!


Ainda houve tempo, para Maxi Pereira e Luisão assumirem o papel de "jornalistas" e fazerem algumas perguntas aos seus companheiros de equipa:

✎ Maxi Pereira entrevistou Gaitán, e questionou-o quanto à sua continuidade no clube. Gaitán, por sua vez, respondeu: "tenho contrato até 2018, não sei... mas espero que continuemos os dois juntos neste grande clube a alimentar esta grande amizade";

✎ Luisão entrevistou o seu compatriota Júlio César e este último mostrou o seu entusiasmo por ganhar um título pelo Benfica e por ter ido festejar com os adeptos para o Marquês de Pombal (algo que ele ambicionava muito, desde que chegou ao clube).



NOTAS:


Como referi anteriormente, Paulo Lopes não se sagrou Campeão Nacional pelo Benfica. Contudo, o guarda-redes afirmou estar de "consciência tranquila", pois trabalhou bastante para "ajudar a equipa". Não te preocupes, Paulo Lopes... para milhares de benfiquistas, tu és um campeão!!!!


Rúben Amorim aproveitou o facto de o Benfica ter conquistado pela segunda vez consecutiva o Campeonato Nacional, para responder aos críticos que no final da época, não apontavam o Benfica como favorito para a revalidação do título.


Jardel também aproveitou a ocasião para criticar a imprensa, que tantas vezes não o tratou da maneira como ele merecia ser tratado, afirmando que "só eu sei o quanto me bateram". Admitiu que não começou da melhor maneira mas, com o apoio dos adeptos e dos jogadores, conseguiu atingir o patamar que pretendia.


Invalidaram um golo limpo a Jonas (no entender do fiscal, havia fora-de-jogo do brasileiro do Benfica). Jorge Jesus não deixou de comentar isso... e de lamentar, à semelhança de Jonas. Foi fantástico ver o Benfica a ganhar por 3-1 e 4-1, e a equipa a trabalhar para o quinto... para mais um de Jonas no encontro, para este conquistar a "Bota de Ouro". Infelizmente, alguém tratou de a entregar a Jackson, prejudicando claramente o brasileiro do Benfica, que realizou a sua primeira época com a camisola encarnada.


Salvio tentou desvalorizar a lesão sofrida no seu joelho esquerdo, para festejar "sem preocupações" a conquista do Bicampeonato pela equipa encarnada. Inclusivé, afirmou que a lesão ficava para "segundo plano".  Ainda não é conhecida a extensão da lesão... deverá de ser conhecida esta segunda-feira.


Maxi Pereira, em declarações à Benfica TV: "Sempre me senti muito grato e não tenho palavras para agradecer. Não me imagino a jogar noutra equipa", foi o que ele proferiu. Admitiu ainda, que só pretendia falar com o Presidente quando a equipa se sagrasse campeã nacional. O lateral aproveitou para vincar que o dinheiro não é problema no que diz respeito a uma possível renovação do seu contrato com os encarnados.


Sílvio quer ficar no Benfica. Com ou sem Jesus, o internacional português quer continuar a representar o Benfica. Apesar das lesões que o afastaram de dar o seu contributo, em muitas ocasiões, aos seus companheiros de equipa, o lateral deseja continuar a defender as cores do Benfica.


☞ Murillo, o mais recente reforço dos encarnados para a próxima época,

está entre os convocados da Venezuela para a Copa América!

☞ O Hóquei em Patins do Benfica conquistou este domingo, a Taça de Portugal diante o

Sporting, depois de vencer a equipa leonina por 3-0! Está conquistada a

dobradinha por parte do nosso Hóquei!!!!


O último jogo da equipa encarnada é esta sexta-feira...

depois, a época termina para o emblema da Luz,

que apenas iniciará a pré-época em Julho. Férias merecidas,

diga-se por sinal! 


Sexta-feira, 29/Maio || SL Benfica x Marítimo (Final da Taça da Liga) || Estádio Cidade de Coimbra, 19h45.



0 Comments

O Futebol e a Violência


A jornada 33, o bicampeonato e a violência

Benfica e Vitória de Guimarães jogaram no passado domingo, a jornada 33 - jornada essa em que o Benfica tinha alguma probabilidade de se sagrar novamente campeão nacional. Contudo, nada era certo e nem todas as probabilidades apontavam para isso.


A jornada 33

O jogo teve o pontapé de saída, quando o Presidente da AG do clube vimaranense veio a público afirmar que caso o Benfica fosse campeão na cidade Berço, o lugar para os adeptos festejarem essa conquista era no Marquês, não em Guimarães. Era importante relembrar esse senhor, que o século XX já passou e cada um é livre de festejar o que quiser, onde quiser, desde que respeite as normas do civismo.


Perante isto e depois de já se ter dado o pontapé de saída no encontro, o Benfica deslocou-se a Guimarães sem Samaris nos convocados - devido a castigo - e com Fejsa a ser lançado para a vaga deixada pelo grego.

De resto, nenhuma novidade houve no onze. O onze que Jorge Jesus mandou a jogo, era o já esperado e aguardado pela comunicação social e até mesmo pelos próprios adeptos do clube.


Nos primeiros 15 minutos, o Benfica podia ter "terminado" com o jogo e ter marcado à vontade, dois ou três golos. Contudo, o futebol não é feito de "podia(s)". E, nota para o golo mal anulado a Salvio - que não estava em fora-de-jogo e os jogadores que estavam em posição irregular, em nada interferiram na jogada do extremo argentino.


A partir daí, pouco ou nada a dizer ou comentar. O Benfica entrou bem no jogo, como disse até podia ter terminado com ele, mas infelizmente, a ineficácia, o azar do Benfica e a sorte do Guimarães nesses instantes, valeram muito à equipa de Rui Vitória que na segunda parte entrou muito bem na partida e até realizou algumas grandes oportunidades e ocasiões de golo.


O jogo do Benfica frente ao Guimarães, terminou empatado... sem golos. Esta época, apenas por uma vez o Benfica não tinha marcado qualquer golo numa partida - frente ao Porto (0-0), no Estádio da Luz (jornada 30).


O Bicampeonato

Apesar do empate no terreno do Vitória de Guimarães, o Benfica conseguiu mesmo sagrar-se campeão nacional!

O Benfica apenas precisou de fazer o mesmo resultado que o Porto - no seu respetivo jogo diante o Belenenses -, para confirmar a sua segunda conquista consecutiva do Campeonato Nacional.


Depois de o Porto se ter encontrado a vencer o Belenenses, por uma bola a zero - golo de Jackson Martínez -, Tiago Caeiro restabeleceu a igualdade no marcador e assim sendo, marcou o golo que valeu o título aos encarnados, a uma jornada do fim.


Três decadas depois - para ser mais precisa, 31 anos -, o Benfica volta a saber o que é conquistar um bicampeonato! Terceiro campeonato de Jorge Jesus ao serviço dos encarnados, e quarto de Luís Filipe Vieira enquanto Presidente do clube.


 A violência em Guimarães

A agressão de um polícia a um adepto do Benfica, pai de dois filhos - com quem tinha ido assistir à partida em Guimarães -, deu muito que falar. E foram essas imagens que foram mostradas nos ecrãs gigantes do Marquês, que "despertou" a guerra entre adeptos e polícia de intervenção... mas já lá vamos.


Segundo se sabe, um dos filhos do agredido estava mal disposto e ao que tudo indica, com uma quebra de tensão. Pediu para sair do Estádio e o pai foi agredido - não com um bastão normal, mas sim com um bastão de AÇO (!!!!) -, quando esse agente que o agrediu, lhe perguntou porque razão é que ele estava a abandonar o recinto desportivo. Que existem "bestas" em todo o lado, sabemos nós... mas ao ponto de bater numa pessoa, com os seus dois filhos a assistir a esse cenário? É desumano! Existiam tão outras maneiras de abordar, e até bem mais simples e corretas... e optou pela pior. O trauma que isso pode causar, principalmente a crianças, tem proporções bastante elevadas. Mas, entretanto, por mais defeitos que o nosso Presidente Luís Filipe Vieira possa ter, ele foi muito humano ao convidar o pai e os dois filhos a assistir ao jogo do Marítimo, bem como a receber a taça de Campeões Nacionais. Uma atitude que é de louvar!


Desumano, também foi o comportamento de alguns adeptos ligados ao Benfica no Estádio D. Afonso Henriques.

O Benfica fez-se representar em Guimarães, com cerca de sete a oito mil adeptos nas bancadas, onde alguns se comportaram como uns completos marginais e animais (e não sei até que ponto, os animais teriam um comportamento idêntico a esse). Desde assaltar um bar do setor destinado aos mesmos, até agredir o funcionário, roubando ainda materiais e equipamentos alusivos ao Vitória de Guimarães, não esquecendo as casas-de-banho que foram completamente destruídas - desde espelhos até às sanitas, passando por lavatórios e pias!


O Benfica, não se representa por estes adeptos. Lamento, mas não se representa. O Benfica não se vê nestas atitudes e ações praticadas, por elementos que apenas, por vezes, gostam de destabilizar e causar confusão e o caos por onde passam! ACORDEM! MUDEM A VOSSA MENTALIDADE!!!!!! 


Violência no Marquês

Nem sei por onde começar... estava a ser uma festa tão linda, com muita música à mistura, com MUITO VERMELHO, com dois ecrãs gigantes que faziam chegar aos milhares de adeptos presentes, dezenas de mensagens de ex-jogadores do Benfica à conquista do 34.º título do Campeão Nacional, bem como o caminho da equipa até ao aeroporto, para de lá apanharem voo direto para a capital, para se juntarem à festa!


Mas o final daquilo que tinha tudo para ser uma festa memorável, foi um ato de crueldade não só para os adeptos (inocentes) que lá estavam, mas principalmente para a equipa que tinha acabado de vencer o seu 34.º título nacional - consequentemente, o seu bicampeonato.

Incrível como por momentos, passámos do céu ao inferno, num abrir e fechar de olhos! Por momentos, senti-me em plena guerra, com polícia de intervenção de um lado e pessoas de outro, a atirarem garrafas de vidros, pedras da calçada, petardos e tochas para o local onde estavam concentrados os "rivais".

Deixei de ouvir a festa, para ouvir o Luisão a apelar à calma dos que ali se encontravam a tentar criar conflitos, afirmando até que "o Benfica não é isto". Mas de nada adiantou... a festa estava terminada! 

Estava criada uma guerra aberta, declarada por alguns "arruaceiros" à polícia de intervenção.


Pelo comportamento de uns pagaram todos e na altura em que já me encontrava a abandonar o Marquês com um grupo de amigos, temi pela minha integridade física, bem pela deles. Eram garrafas de vidro a passarem por cima das nossas cabeças... incrível, incrível, incrível! 

A parte "melhor", foi quando a polícia começou a subir as ruas do Parque acima e nos obrigou a uma "fuga"... acho que nestes últimos tempos, não tinha dado uma correria como a que dei nesse domingo. 


Nunca presenciei uma coisa dessas... nem tão pouco imaginei um cenário desses, naquele que foi o dia do bicampeonato conquistado pelos encarnados - feito que "fugia" há 31 anos!


E sabem quando começou a surgir essa guerra entre adeptos e polícias? Quando passou nos ecrãs gigantes, a agressão do polícia ao adepto em Guimarães. Existe a hipótese de nesse confronto entre adeptos e polícia, estarem envolvidos também adeptos do Sporting. 

Nesta imagem, vemos um adepto do Sporting "disfarçado" com um casaco do Benfica. A legenda, não suscita muitas dúvidas contudo, esse mesmo interveniente disse que "amanhã apareço no Correio da Manhã e nem em Tuga estou".

Às 2h29 da manhã, um rapaz com calções alusivos ao Sporting e com um cachecol em volta do pescoço do Benfica, passa nas ruas paralelas ao Marquês.


As imagens em cima não servem para tirar conclusões, mas não deixa de ser estranho...

e atenção: NÃO ESTOU A DIZER QUE FOI DELES QUE COMEÇOU A "GUERRA", mas provavelmente, alguns ajudaram à festa. 

O Benfica entra agora em campo este sábado, diante o Marítimo, no último jogo deste campeonato que o Benfica acabou de conquistar. Uma curiosidade interessante é que todos os golos apontados nesta última jornada da Liga NOS, irá reverter para a Fundação Portuguesa de Cardiologia - cada golo marcado, valerá 50 euros aos cofres da Fundação, numa campanha de sensibilização para a sua prevenção!


Sábado, 23/Maio || SL Benfica x Marítimo || Estádio da Luz, 18 horas.



0 Comments

Campeonato Nacional, 32.ª jornada


SL Benfica 4 - 0 Penafiel

Nesta antepenúltima jornada do Campeonato Nacional, o Benfica recebeu no

Estádio da Luz, a equipa do Penafiel.



Gaitán foi baixa nas contas de Jorge Jesus

A par de uma lesão contraída no último jogo, diante o Gil Vicente (fora de portas), o camisola 10 foi ausência na formação encarnada. E a maior preocupação de Jorge Jesus (manifestou-a na conferência de imprensa de antevisão à partida deste sábado), é recuperá-lo para a deslocação ao terreno do Vitória de Guimarães!


Salvio foi convocado e regressou ao onze

Já recuperado de lesão, o extremo argentino saltou para a convocatória e para a titularidade! Sulejmani, que tinha sido o eleito de Jorge Jesus na partida em Barcelos no lugar deste, foi opção perante a ausência de Gaitán e assim, voltou a repetir a sua titularidade.


Penafiel "em risco" em caso de derrota diante os encarnados

Passo a explicar: em caso de derrota da equipa de Carlos Brito no recinto dos encarnados, a formação de Penafiel estaria automaticamente despromovida à Segunda Liga (cenário que se iria confirmar, no entanto, no final do jogo).


Penafiel entrou bem... mas não foi suficiente

Apesar de ter sido a formação de Carlos Brito a protagonizar os primeiros ataques no encontro, foi o Benfica que marcou e consequentemente, se adiantou no marcador, por intermédio de Lima - Maxi Pereira cruzou para a área, encontrando a cabeça de Lima que sem muita dificuldade, inaugurou o marcador no Estádio da Luz.


O segundo também teve como autor... um brasileiro

Depois de Lima ter feito o primeiro aos oito minutos de jogo, Jonas seguiu as "pisadas" do seu compatriota e a passe do mesmo, fez o segundo do Benfica na partida, apanhando Jackson Martínez na lista de melhores marcadores na competição (apenas durante o dia de ontem).

Contudo, o Benfica ainda poderia ter marcado o terceiro, pouco tempo antes de o árbitro apitar para o fim da primeira parte, mas o poste da baliza de Haghighi negou o segundo golo a Lima.


Segunda parte com mais dois golos

Aos 15 minutos da segunda parte, Pizzi marcou o terceiro do Benfica - o seu segundo no Campeonato Nacional -, depois de uma excelente jogada da equipa encarnada, que terminou com Lima a assistir o português, que rematou em jeito e para fora do alcance de Haghighi.

O quarto e último golo, surgiu pelo autor do primeiro, Lima, que depois de um mau atraso de um elemento da equipa do Penafiel ao guarda-redes, aproveitou esse erro e fixou o resultado final, em 4-0.



NOTAS:


☞ Estiveram no Estádio da Luz, 57.450 espetadores.


 Jonas voltou a apanhar Jackson. Contudo, o Porto apenas jogou hoje e o colombiano marcou dois. Ou seja, neste momento, Jonas tem 18 e Jackson, 20 golos marcados nesta edição do Campeonato Nacional.


☞ A dois jogos de terminarem o Campeonato Nacional (Benfica e Porto), há uma luta entre três na lista de melhores marcadores: Jackson (20), Jonas (18) e Lima (17). Pouco a pouco, Lima vai-se aproximando da luta!


☞ Samaris viu o seu quinto amarelo na competição na segunda parte do desafio diante o Penafiel e por isso, vai falhar a deslocação do Benfica ao terreno do Vitória de Guimarães.


☞ A equipa de Jorge Jesus, apenas precisa de TRÊS pontos para ser campeão e consequentemente, conquistar o bi-campeonato. E poderá ser já na próxima jornada, em Guimarães.


☞ Os bilhetes para o Guimarães x Benfica já se encontram à venda nas bilheteiras do Estádio da Luz!

A próxima deslocação dos encarnados, é a Guimarães. E é importante ir na máxima força ao Estádio D. Afonso Henriques, para conquistar os três pontos... os três pontos que nos faltam para o bi-campeonato!

Acreditem, porque NÓS ACREDITAMOS EM VOCÊS!


 

 

Domingo, 17/Maio || V. Guimarães x SL Benfica, Estádio D. Afonso Henriques || 18 horas.



0 Comments